Ricardo Eletro   mazola
 
 
Busca:  

Fale Conosco
 
     
rodeio
MUNDO
Donald Trump surpreende e é eleito o novo presidente dos Estados

Após uma votação bastante acirrada, o empresário Donald Trump, do Partido Republicano, conquistou na madrugada desta quarta-feira (9) as eleições presidenciais nos Estados Unidos com 288 votos. O novo presidente dos Estados Unidos venceu a disputa em 27 Estados. Sua adversária Hillary Clinton, do Partido Democrata, levou a melhor em apenas 19 Estados, com 215 votos. 

LEIA TAMBÉM: Em primeira parcial, Hillary vence Trump em cidades que já concluíram a votação 

A conquista de Estados até então com intenções de votos indefinidas ajudou Trump a liderar as eleições, isso porque o candidato levou vantagem em Ohio e na Flórida, por exemplo. Ao mesmo tempo, Hillary obteve êxito em Nova York e manteve o favoritismo na Califórnia, mas não foi o suficiente para uma vitória.

Hillary se saiu vencedora também na Virginia e no Colorado, enquanto Trump levou a melhor na Georgia e em Iowa. Esses Estados eram chamados de "battleground states" ("Estados de campo de batalha", em português literal),  onde não havia favoritismo claro para nenhum dos dois candidatos e pode, portanto, ter sido fator decisivo para a conquista de Trump.

LEIA TAMBÉM: Seis razões por que eleição nos EUA será histórica, independente do vencedor

Diversos Estados no leste dos EUA iniciaram a votação às 7h (10h pelo horário de Brasília) e a encerraram perto das 19h30 (22h30, em Brasília). No extremo oeste do país, devido ao fuso horário, a votação demorou a ser finalizada, por volta das 2h da manhã da quarta-feira (horário de Brasília). Em diferentes lugares eleitores tiveram a oportunidade de votar de forma antecipada nas últimas semanas.

LEIA TAMBÉM: As questões-chave para acompanhar a apuração da eleição nos EUA

Quais foram os “Estados-pêndulo” decisivos?

Baseado nos resultados de outras eleições e em pesquisas, era possível presumir como uma parte dos Estados votaria. Antes mesmo da divulgação dos resultados, as previsões apontavam Trump como vencedor no Mississippi, por exemplo, por ser um Estado que habitualmente vota em republicanos, além de liderar as pesquisas na região. E, de fato, a vitória foi confirmada. 

Da mesma forma, Hillary já vinha sendo declarada vencedora na Califórnia, onde levou a melhor. A projeção era feita por este ser um Estado que se identifica historicamente com o Partido Democrata e que também possui uma vasta população latina. 

Diferente dos Estados onde já se poderia prever vencedores, os "swing states" (“Estados-pêndulo”, em português) são os locais onde as pesquisas declaram um grande equilíbrio entre candidatos e que não há uma preferência clara por republicanos ou democratas.

A Carolina do Norte é um exemplo de disputa estadual que poderia decidir o resultado das eleições nos EUA. Isso porque, embora o Partido Republicano tivesse mais força neste Estado, em 2008 optou pela eleição do democrata Barack Obama. Afinal, Trump acabou vencendo na região. 

Fonte: Ultimo Segundo, IG

VoltarVoltar
   
A1 mundo
                 
A11 Arte e TEla   A10
Todos os direitos reservados 2009 - 2017 - Desenvolvido por FreelancerPHP - Desenvolvimento de Sistemas WEB